Terça, 03 de Janeiro de 2017 às 00:00h

Secretaria da Ciência e Tecnologia abre visitação aos Polos Tecnológicos de Alagoas

Por: Geysa Miranda
Polo de Tecnologia da Informação, Comunicação e Serviços

img-news

Quem desejar conhecer melhor e entender o funcionamento do Parque Tecnológico de Alagoas já pode agendar uma visita por meio do site http://parquetecnologico.al.gov.br/. O parque é composto dos Polos Agroalimentares de Arapiraca e Batalha e do Polo de Tecnologia da Informação, Comunicação e Serviços (Tics), em construção no bairro do Jaraguá, em Maceió - ambos projetos são da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

 

Apesar destas visitações serem uma prática adotada pela Secti, agora o visitante deve acessar o site e escolher o polo a ser visitado, respeitando as datas e número de vagas disponíveis que serão de, no mínimo cinco e no máximo dez pessoas, para o Polo de Tics; e no mínimo cinco e no máximo 20 pessoas para os polos do interior.

 

Durante a visita, todos serão conduzidos a conhecer as instalações e o funcionamento das atividades do polo escolhido. Vale ressaltar, que quem optar por visitar os polos localizados no interior - Arapiraca e Batalha - deverá ir em transporte próprio. Por outro lado, aqueles que optarem por conhecer o Polo de Maceió, a Secti disponibiliza o transporte que sairá da sede da secretaria, localizada na Rua Sá e Albuquerque, no bairro do Jaraguá.

 

Conheça mais sobre os Polos:

Polo de Tecnologia da Informação, Comunicação e Serviços (Tics)

Com uma edificação moderna, localizado em uma das áreas mais valorizadas da cidade - o bairro de Jaraguá - reconhecidamente a área de preservação cultural de maior destaque de Maceió, o Polo de Tecnologia da Informação, Comunicação e Serviços (Tics) tem o compromisso de promover o empreendedorismo e a inovação; fomentando ou incubando, sobretudo, empresas de base tecnológica, orientando o setor instalado no Estado de forma a atender às demandas da sociedade.

É um ambiente para fortalecimento das empresas locais e atração de novos empreendimentos de base tecnológica voltadas para o desenvolvimento de soluções em tecnologia da informação, comunicação e serviços dos setores públicos, privados, universidades e centros de pesquisa. O polo contribui diretamente com a melhoria da competitividade das empresas e estimula o desenvolvimento econômico do Estado.

 

Com investimento de R$ 15 milhões do Governo do Estado, o polo está em fase final de construção.

 

Polo Tecnológico Agroalimentar de Batalha

 

O polo tem o propósito de fortalecer a Cadeia Produtiva do Leite e derivados, além da agricultura familiar da região. Estão disponíveis nas suas dependências laboratórios de biotecnologia em produção e reprodução de ruminantes; qualidade e certificação de laticínios; pesquisa aplicada em nutrição animal; processamento de laticínios e derivados; e de pesquisa aplicada biometeorológica. 

Atualmente é gerido pelo Instituto Federal de Alagoas (Ifal).

 

Polo Tecnológico Agroalimentar de Arapiraca

O polo tem como objetivo desenvolver e transferir tecnologia para o setor produtivo agroalimentar, em especial aos segmentos da mandiocultura e hortifruticultura, contribuindo com a sustentabilidade sócio-econômica do Agreste Alagoano.

Possui laboratórios para tecnologia de alimentos, de análise químico – microbiológico; solo, água e irrigação; produção semi-industrial de derivados da mandioca; processamentos de hortaliças e frutas e de agrometereologia. Atualmente, é gerido pela Universidade Estadual de Alagoas (Uneal).



Patrocinadores